A Higiene Oral é a especialidade de Medicina Dentária responsável pelo diagnóstico e prevenção de patologias orais, também fundamental na manutenção de tratamentos efetuados em outras especialidades, que requerem cuidados especiais e um controlo por parte de um Médico Dentista/ Higienista que avalie a sua evolução.

ridge-view-dental-teeth-whitening

Em adição à limpeza da cavidade oral, que combina a remoção de toda a placa bacteriana e do tártaro, o médico dentista/ higienista responsável irá fazer o rastreio de cáries e doenças gengivais, assim como verificar toda a saúde oral do paciente.

 

Nesta consulta tentamos relembrar os nossos pacientes de todos os hábitos e boas práticas de higiene oral, que irão permitir eliminar resíduos alimentares que se vão acumulando entre os dentes e gengiva e com o tempo podem ter efeitos negativos, como o aparecimento de cáries. 

 

A cárie dentária é uma patologia que na sua fase inicial é muito difícil de ser diagnosticada pelo próprio paciente.

 

Restos de comida que ficam presos na dentição começam a produzir determinadas bactérias que corroem o dente. Só quando a cárie está numa fase mais avançada, quando a cavidade produzida já é fácil de sentir e começam a aparecer dores, é que os pacientes normalmente se apercebem que algo está errado.

Nesta fase, o dente pode já estar bastante comprometido, sendo necessário recorrer a um tratamento de Endodontia, também conhecido por desvitalização do dente. 

O diagnóstico numa fase mais precoce da patologia, realizado por um médico dentista/ higienista especializado em Higiene Oral, pode evitar a necessidade de tratamentos tão invasivos.

 

Quando a cárie ainda não danificou a parte interior do dente, a sua remoção e o processo de reconstrução dentária é bastante simples, podendo ser realizado em um único dia, numa consulta de Dentisteria.

 

A cárie dentária é somente um exemplo das patologias prevenidas por uma consulta de higiene oral, sendo que está presente em cerca de 90% da população é uma das grandes responsabilidades desta área.

 

Na Medicina Dentária a prevenção é sempre o melhor remédio e a consulta de Higiene Oral é a melhor forma de prevenir o agravamento de patologias presentes.

consulta higiene oral

Para garantir um sorriso duradouro aos nossos pacientes recomendamos uma consulta de higiene oral de pelo menos 6 em 6 meses, ou de forma mais regular caso se justifique na opinião do profissional de saúde e de acordo com a condição e historial oral do paciente.

Tratamentos

Manutenção de Tratamentos Dentários

A regularidade nas consultas de higiene oral é fundamental para assegurar a integridade e a durabilidade dos tratamentos realizados em outras especialidades.

Áreas da Medicina Dentária como a periodontologia, responsável pelo tratamento de toda a estrutura de suporte das peças dentárias, incluindo a gengiva e osso alveolar, requerem que depois do tratamento efetuado haja um acompanhamento regular por parte de um médico dentista especializado, a fim de avaliar a evolução da saúde oral do paciente e prevenir o reaparecimento de complicações.

Adicionalmente é possível verificar a condição de tratamentos com recurso a materiais protéticos e de reparação. Verifica-se o estado das próteses, ou por exemplo de uma desvitalização, e faz-se a sua higienização de forma a garantir que o tratamento tem a maior durabilidade possível.

Destartarização

A placa bacteriana e o tártaro, quando não são eliminados atempadamente, têm tendência a penetrar a área que se encontra entre o dente e a gengiva e produzir substâncias que causam irritação no nosso corpo.

O corpo a tentar proteger-se começa um processo de inflamação, que em casos mais severos pode começar a “canibalizar” parte da gengiva e osso que servem de suporte às peças dentárias, levando a uma possível perda de dentes.

A consulta de destartarização regular em conjunto com uma boa higiene oral por parte do paciente é a melhor forma de prevenir esta patologia denominada de periodontite.

Aplicação de flúor

O flúor tem um papel muito importante em reduzir a progressão de cáries dentárias e dissolução de esmalte, redução de sensibilidade dentária e possui um efeito anti enzimático, antimicrobiano e anti bacteriano.

A aplicação do flúor sobre o esmalte dentário remineraliza-o e fortalece a sua estrutura.

Aplicação de selantes

Os selantes são um material criado em resina fluida, que quando aplicados sobre a superfície dentária, endurece, criando uma superfície mais lisa e fácil de higienizar, ideal na prevenção de certas patologias.

FAQ

Com que idade se deve ir ao dentista pela primeira vez?

Recomendamos sempre que a primeira consulta de dentista seja quando os primeiros dentes começam a nascer ou no máximo quando a criança tiver 1 ano.

Desta forma consegue-se prevenir o aparecimento de cáries numa idade precoce e analisar se existe alguma complicação que possa ser tratada preventivamente.

Pode-se realizar consultas de Higiene oral quando se está grávida?

Sim.

As consultas de higiene oral não trazem problemas para a gravidez e podem chegar a prevenir certas complicações quando se faz o diagnóstico e tratamento atempado de certas patologias.

Saiba mais sobre consultas de Medicina Dentária durante a gravidez na nossa página!

Quais os cuidados que se deve ter em casa em relação à higiene oral?

Os Médicos Dentistas recomendam sempre a escovagem dos dentes duas vezes ao dia, com o auxílio de elixir oral, passagem de fio dentário pelo menos uma vez durante o dia de preferência antes de ir dormir e que siga qualquer recomendação adicional dada pelo especialista dependendo da sua condição e historial médico.

Como se forma a placa bacteriana e tártaro nos dentes?

Uma higiene oral não eficaz irá resultar no acumular de bactérias e os seus produtos na superfície dentária que sendo dura e rugosa é ideal para elas.

Com o passar do tempo, começa a haver uma calcificação destas bactérias da qual resulta o tártaro, um material com a aparência de uma massa e uma cor acastanhada, que deve de ser eliminado de forma rápida, para prevenir complicações que vão além da estética.

De quanto em quanto tempo se deve trocar de escova de dentes?

Uma escova de dentes em bom estado é essencial para a prevenção de patologias orais. Recomendamos que a cada 3 meses se faça a substituição para garantir uma limpeza correta e eficaz.

A partir de que idade se deve aplicar o selante dentário?

Os selantes são materiais criados em resina que irão ser aplicados nos dentes molares e pré-molares.

Por isso recomendamos a sua aplicação quando estes dentes começarem a nascer na sua forma permanente, normalmente a partir dos 8 anos.

Contactos

Preencha o nosso formulário e entraremos em contacto no sentido de resolver qualquer dúvida que tenha ou efetuar marcação de consulta junto da nossa equipa de receção.